Veja como dar fim aos pelos encravados!

Para se livrar desse problema de uma vez por todas, vamos à algumas dicas super importantes, afinal pelo encravado é chato pra caramba e é ainda dos problemas que mais incomodam a mulher. Aquelas bolinhas aparecem quando justamente o pelo não consegue romper a pele, acaba se curvando e o folículo cresce dentro dele. Isto é, os pelos enrolados crescem no sentido errado, o que certamente agrava o problema. Diferentemente do lisos que crescem no sentido certo (retos) e rompem a pele com mais facilidade.
 
 
Problemas mais comuns
 
:: As características genéticas e tração são as causas mais comuns para que os pelos apareçam no corpo.
 
:: Roupas apertadas também provocam o problema do pelo encravado. O atrito com as roupas apertadas causa um processo inflamatório na pele.
 
:: Outro motivo que os dermatologistas orientam – é para aplicação de ceras para remoção dos pelos – segundo eles, o processo causa danos irreversíveis ao bulbo capilar, passa a crescer de forma defeituosa e perde a saída do poro. Se o problema se torna crônico, temos aí a chamada foliculite, quando elas inflamam e ficam doloridas.
 
Dicas para amenizar ou resolver o problema!
 
Encravou?
Procure ajuda médica. Deixe de frescura e vá conversar com quem entende do assunto. Os médicos (dermatos) recomendam antibióticos e anti-inflamatórios para tratar problemas mais graves. Ou recomendam o uso de pomadas entre outras orientações que são apropriadas. Outra dica dos médicos – se a região não estiver muito irritada, use e abuse do filtro solar para evitar manchas ou cicatrizes mais visíveis.
 
O segredo é esfoliar
 
Seja para prevenir ou remediar o problema, a dica é fazer uma esfoliação constante, porque esse processo combate os pelos encravados. Converse com o seu dermatologista ou faça o tratamento em casa com uma receita imbatível feita a base de mel e fubá, uma vez por semana, nas áreas mais predispostas ao problema.
 
Quando o caso é para o laser
 
Talvez se todas as alternativas não resolverem, o jeito é partir para uma opção mais cara. A depilação prolongada feita a laser. A repetição da foliculite pode causar manchas escuras na pele – por exemplo, axilas e virilha. Os métodos disponíveis no mercado usam a luz intensa pulsada (LIP) e laser de diversos tipos. Em média o tratamento pode durar até dez sessões, quando a pessoa deverá voltar dentro de seis meses a um ano para manutenção.
 
Previna-se!
 
A prevenção ainda é o melhor remédio. Use lâminas descartáveis, no máximo, duas vezes.
No banho, use água morna e um pouco de condicionador para amolecer os pelos.
Passe a lâmina no sentido em que pelo cresce.
Depois de depilar, use cremes à base de alcaçuz, azuleno ou hamamelis para acalmar a pele.
 

E aí, o que achou? Deixe seu comentário: