Vem aí o 32º Festival de Dança de Joinville

Santa Catarina é representada por 30 municípios com 27 trabalhos selecionados para a Mostra Competitiva, 06 coreografias para o Meia Ponta e mais 146 para os Palcos Abertos
 
 
O 32º Festival de Dança de Joinville está prestes a começar. O evento ocorre de 23 de julho a 2 de agosto, no Centreventos Cau Hansen, com a expectativa de receber 6.500 participantes entre estudantes e profissionais da dança, além de turistas de todo o país e do exterior. Neste ano, 2.461 trabalhos de todas as regiões do país foram inscritos no processo seletivo – 15% a mais que na edição anterior – dos quais 195 coreografias participam da Mostra Competitiva (oito noites), 35 do Meia Ponta (três tardes) e 838 nos Palcos Abertos (11 locais em Joinville e com extensão em mais quatro cidades: Blumenau, Pomerode, Jaraguá do Sul e São Francisco do Sul – novidade).
 
 
De Santa Catarina, 66 grupos de 30 cidades sobem ao palco com 179 coreografias que se dividem em 27 para a Mostra Competitiva, 6 para o Meia Ponta e 146 para os Palcos Abertos. Representam o Estado os municípios de: Araquari, Balneário Camboriú, Barra Velha, Blumenau, Braço do Norte, Brusque, Caçador, Camboriú, Chapecó, Concórdia, Criciúma, Ermo, Florianópolis, Fraiburgo, Gaspar, Içara, Indaial, Itajaí, Jaraguá do Sul, Joaçaba, Joinville, Luzerna, Mafra, Massaranduba, Nova Veneza, Piratuba, Porto União, São João Batista, São José e Timbó. A dança de Joinville, cidade sede do evento, marca sua presença nos palcos do Festival com 9 coreografias de 5 grupos na Mostra Competitiva, 3 coreografias de 3 grupos no Meia Ponta e 44 coreografias nos Palcos Abertos.
 
 
No geral, o público pode prestigiar na Mostra Competitiva o talento de grupos vindos de 11 estados brasileiros (Amazonas, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo) e também do Paraguai e da Alemanha. No festival infantil Meia Ponta, os 35 trabalhos selecionados são do Ceará, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. Para as apresentações nos Palcos Abertos os números são bem maiores, com grupos e coreografias aprovados de 20 estados brasileiros (incluindo também Amapá, Bahia, Distrito Federal, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Piauí, Pernambuco, Sergipe, Rio Grande do Norte e Roraima, além dos demais estados já citados acima); e também do Paraguai.
 
São 11 dias de evento com apresentações em sete gêneros de dança: Balé Clássico de Repertório, Balé Neoclássico, Jazz, Sapateado, Danças Populares, Dança Contemporânea e Danças Urbanas. Esta diversidade contempla 230h de espetáculos envolvendo a Mostra Competitiva, Meia Ponta, Estímulo Mostra de Dança e Palcos Abertos, que ocorrem nas praças, bairros, shoppings e hospitais. Em paralelo, também integram a programação: Cursos e Oficinas, Seminários de Dança, Feira da Sapatilha, Rua da Dança, Visitando os Bastidores e Dança Comunidade (neste ano com ações de inclusão social voltadas aos surdos).
 
O 32º Festival de Dança de Joinville será realizado de 23 de julho a 02 de agosto e é apresentado pelo Banco Itaú – Lei de Incentivo à Cultura. Tem patrocínio do Funcultural, Governo do Estado de Santa Catarina – Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte -, Correios, BNDES, Grupo RBS e Tractebel Energia.
 
O apoio é de O Boticário na Dança e a colaboração da Folha de São Paulo. A promoção é da Fundação Cultural de Joinville e Prefeitura de Joinville e a realização do Instituto Festival de Dança de Joinville.
 

E aí, o que achou? Deixe seu comentário: